Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

*Paciência - Arnaldo Jabor *

*Paciência - Arnaldo Jabor *

Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados... Muita gente
iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia.

Por muito pouco a madame que parece uma "lady" solta palavrões e berros que
lembram as antigas "trabalhadoras do cais"... E o bem comportado executivo?

O "cavalheiro" se transforma numa "besta selvagem" no trânsito que ele
mesmo ajuda a tumultuar...

Os filhos atrapalham, os idosos incomodam, a voz da vizinha é um tormento,
o jeito do chefe é demais para sua cabeça, a esposa virou uma chata, o
marido uma "mala sem alça". Aquela velha amiga uma "alça sem mala", o
emprego uma tortura, a escola uma chatice.

O cinema se arrasta, o teatro nem pensar, até o passeio virou novela. Outro
dia, vi um jovem reclamando que o banco dele pela internet estava demorando
a dar o saldo, eu me lembrei da fila dos bancos e balancei a cabeça,
inconformado...

Vi uma moça abrindo um e-mail com u…

Como transformar as Novas Gerações na nova geração de rotarianos.